Audiência debate orçamento municipal de 2020

Por Câmara Municipal

Publicado há 3 meses - 27/11/2019

Generic placeholder image

Visando dar transparência e seguindo o que consta na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), a Câmara Municipal promoveu na noite desta terça-feira, 26, uma audiência pública com a finalidade de debater o orçamento municipal para o próximo ano, previsto em R$ 15 milhões.

Porém, a ausência de representantes do Poder Executivo Municipal, que é o órgão responsável pela elaboração da Lei Orçamentária, impediu que mais detalhes de onde estes recursos serão investidos pudessem ser esclarecidos.

O assessor jurídico da Câmara Municipal, Jaime Almeida, explicou o funcionamento do orçamento e como ele é elaborado. Porém, mais esclarecimentos se daria por parte dos responsáveis por sua criação.

Mas a reunião acabou sendo proveitosa. Representantes e usuários da AMAEC - Associação de Música, Artes e Esportes de Córrego estiveram presentes para falar sobre as atividades realizadas e a necessidade de aumento dos repasses para que ela continue atuando no município.

Atualmente, a entidade atende aproximadamente 400 pessoas, em 14 cursos disponíveis. A AMAEC recebe, atualmente, R$ 7,5 mil por mês da Prefeitura Municipal para desempenhar suas atividades.

Segundo Cintia Martins, esse valor já não cobre a realização de todas as ações. "Tivemos que suspender as aulas em agosto e novembro para que pudéssemos fechar o ano", explicou a nova gestora da associação.

Martins apresentou uma prestação de contas e a elaboração do balanço para 2020. De acordo com o levantamento feito, serão necessários R$ 103 mil/ano para que a AMAEC continue funcionando.

A presidente da Câmara Municipal, Vanilda Aparecida Fonseca Galvão, disse que irá convocar uma reunião com o Executivo e os representantes da AMAEC para definir um aumento nos repasses.

Também nesta reunião foi cobrado por parte de usuários do Ginásio Poliesportivo uma melhora nas instalações, que se encontram precárias.

Ao final, os vereadores presentes disseram que a Câmara Municipal está fazendo seu papel institucional, mas falta, ainda, uma maior colaboração por parte do Executivo na discussão dos projetos.

(ASCOM-CMCBJ)


Categoria:
Geral